06 / ago / 2018

10 ótimas dicas para você estudar melhor

Estudar é uma das atividades mais importantes que existem. Além de uma forma de melhorar a formação acadêmica e buscar novas colocações profissionais, o estudo também nos faz evoluir como pessoas, ajuda a abrir nossas mentes e nos manter atualizados sobre os acontecimentos do dia a dia.

Mesmo com tantas qualidades, estudar nem sempre é uma tarefa fácil. A correria das nossas rotinas e demais preocupações com família e trabalho tomam bastante do nosso tempo e é bem provável que quando você finalmente consiga parar para começar a leitura, não tenha mais tanto a disposição e o ânimo necessários.

Felizmente, existem algumas técnicas que você pode colocar em prática para tornar seu estudo mais fácil e mais produtivo. Nesse texto, separamos 10 das melhores dicas para que a sua hora de aprendizado seja aproveitada ao máximo. Boa leiura!

1. Qualidade > Quantidade

É muito difícil encontrar alguém que, em determinado momento da vida escolar, não precisou estudar por horas a fio para aprender algum assunto complicado. Essa é a realidade dos concurseiros, por exemplo, que chegam a se dedicar por 12 horas todos os dias para se preparar para uma prova. Mas o que pouca gente sabe é que esse método de muitas horas de estudo não é o mais adequado para quem deseja aprender mais.

De acordo com a ciência, o “overlearning” – excesso de estudo, numa tradução livre – não é a maneira mais eficiente de estudar. Isso porque nossa capacidade de absorver informação é bem menor do que nossa capacidade de continuar estudando. Ou seja, você pode até conseguir ler por horas a fio, mas não vai conseguir lembrar de tudo.

A dica então é estudar durantes períodos menores, mas com mais foco e concentração. Assim, com certeza você aprenderá mais facilmente.

2. Estabeleça conexões

Já reparou como existem algumas pessoas que parecem aprender o conteúdo estudado com mais facilidade? Uma das causas está relacionada com a maneira como elas estudam. Ao invés de simplesmente memorizar, elas fazem conexões entre as ideias.

Esse método é chamado de Aprendizagem Contextual. Nele, cada pessoa personaliza sua maneira de aprender, criando conexões próprias entre as informações que facilitem sua lembrança.

3. Está cansado? Hora de estudar!

Pode parecer absurdo, mas a verdade é que o cansaço pode facilitar o seu processo de aprendizagem. Se você estudar logo antes de dormir, você conseguirá absorver as informações com mais facilidade.

É o que a ciência chama de “sleep learning” – aprendizado do sono, em uma tradução livre. Isso acontece porque o sono de ondas lentas favorece o processo de consolidação de memória.

4. Varie o lugar

Lembra quando falamos sobre criar conexões? É nesse sentido que caminha essa dica. De acordo com um especialista da UCLA, mudar o lugar de estudo pode aumentar sua concentração e favorecer a retenção de memória. Por isso, evite estudar sempre no mesmo lugar e no mesmo jeito. Até uma mudança de cômodo já faz efeito – mas o mais recomendado é que você procure lugares mais distantes e diferentes, como uma biblioteca ou um local ao ar livre.

5. Utilize material impresso

A tecnologia trouxe diversas facilidades para o nosso dia a dia e com certeza facilitou o processo de estudo com o acesso a materiais do mundo todo. Mas isso não significa que estudar utilizando seu gadget seja um bom negócio. Muito pelo contrário.

De acordo com especialistas, estudar na faculdade fica mais fácil quando é utilizado o material impresso. Isso pode ser explicado pela conexão criada pelas folhas de papel. Além disso, um professor da Universidade de Leicester, na Inglaterra, chegou à conclusão de que as pessoas precisam repetir a leitura mais vezes quando utilizam algum dispositivo eletrônico para estudar.

6. Dê uma aula

Essa é uma ótima dica para ajudar você a reforçar o conteúdo que acabou de estudar. Ao invés de ficar tentando se lembrar do que leu ou mesmo responder perguntas relacionadas ao tema, experimente dar uma aula sobre o assunto. Peça a ajuda de um amigo ou parente e fale com ele como se estivesse ensinando o assunto. Na falta de um companheiro, você também pode usar esse método sozinho.

7. Tenha um objetivo definido

Sempre que for estudar, defina um objetivo claro. Pode ser uma prova difícil, um concurso ou mesmo uma simples noite de aprendizado. Isso porque estabelecer uma meta ajuda seu cérebro a permanecer mais alerta, mais focado e com a capacidade de retenção de informações ampliada.

8 . Descubra o horário no qual você rende mais

Todo mundo tem uma hora do dia em que rende mais. Para algumas pessoas, é logo de manhã cedo, ao acordar. Outras só conseguem se concentrar totalmente tarde da noite, depois das 22h. Conhecer o seu melhor horário pode fazer toda a diferença no rendimento dos seus estudos e tornar tudo mais fácil.

Se você ainda não souber qual sua melhor hora do dia, a única maneira de descobrir é testando. Programe períodos de estudo em diferentes horários e anote como foi seu rendimento em cada uma delas.

9. Escreva. Muito

Como usamos o computador para praticamente tudo hoje em dia, perdemos o hábito de escrever a lápis ou caneta. Mas para aumentar sua produtividade na hora de estudar, essa pode ser uma alternativa muito eficiente.

Isso porque a escrita cursiva envolve mais áreas do cérebro, ajuda no raciocínio cognitivo e, por consequência, facilita a memorização. A dica é você reescrever em um caderno o que aprende nos livros, mas com suas próprias palavras. O estímulo visual e a personalização ajudarão na criação de conexões.

10. Estude em grupo

Se você tiver a oportunidade de encontrar mais pessoas interessadas em estudar, forme um grupo e estudem juntos. Isso porque a troca de informações favorece seu raciocínio e ajuda a fixar as informações que você precisa saber. Você não precisa necessariamente estudar apenas quando conseguir reunir o grupo, mas alternar entre alguns dias sozinho e alguns dias acompanhado vai deixar sua vida mais fácil e todo o processo de estudo mais simples.

Essas são apenas algumas dicas para facilitar seu processo de estudo. Cabe a você agora experimentá-las para ver o que funciona melhor com o seu estilo. Esperamos que você faça um ótimo proveito e consiga estudar cada vez mais e melhor. Bom estudo!

Fontes: Estudar e Aprender [1,2] Na Pratica, Época.