23 / set / 2019

5 dicas para usar a primavera a seu favor, por Ana Holzer

A linha do tempo é uma coisa dos seres humanos, inventada também para se organizar ao longo do ano. Isso diz respeito à colheita, à adubação, aos tratos na natureza com a qual a gente convive e faz parte.

Muito bem. A partir do dia 23 de setembro, segundo nosso calendário, começa uma época chamada primavera, que todos acham bonita e se relaciona diretamente com o novo, com a renovação, com flores, com brotação, com novas folhas, enfim. É realmente uma época de recomeço. O recomeço não é o verão; o verão é quase que o auge.

A primavera é essa época em que a gente se abre mais, o clima muda, esquenta um pouquinho. Quem mora no Sul percebe isso até mais do que quem mora no Nordeste, onde as coisas são um pouco lineares e quentes. Há alguns tratos culturais que valem a pena ser comentados e, ao saber deles, podemos proceder tanto no nosso quintal, no nosso jardim, como em vasos no nosso apartamento.

1. Época certa para plantio

Na questão das flores, aquilo que brota naturalmente na primavera deve ser plantado no inverno. Para que elas cresçam na questão radicular (nas raízes), que é quando se fixam. E agora na primavera partam para as folhas e na sequência, próximo ao verão, quando esquentar um pouco mais, partam para as flores.

As flores de época, em grande parte, são bonitas. Então o Amor Perfeito, Alisso, que seria a Flor de Mel, essas florezinhas de floração baixinha, que são de caixaria, elas todas tem que estar preparadas e já estar no canteiro nessa altura do ano ou em início de setembro. Isso porque irão explodir em floração na sequência das próximas semanas para que a gente desfrute-as no período da primavera, que é um período até bastante longo; temos aí 3 meses de primavera para curtir essas flores. Então o preparo deve ser feito até finalzinho do inverno. 

Devemos lembrar também que essa é a época propícia para os polinizadores. As flores atraem estas pequenas criaturas que dão continuidade à vida, como as abelhas, borboletas, vespinhas. Elas são super importantes para a saúde do jardim. Se não houvesse esses pequenos insetos, não haveria todo o restante. São eles que vão trazer boas flores e bons frutos. 

2. Preparos e adubação

Adubação e preparo de canteiro são coisas fundamentais. Eu gosto muito da adubação orgânica e as flores precisam de muito fósforo para poder nascerem bonitas. Então é importante usar a farinha de osso ou farinha de sangue misturadas em proporções adequadas com uma terra de húmus, um pouco de terra argilosa e um pouco de areia também, para soltar essa terra. Esses são nutrientes fundamentais para que as flores vinguem bem. 

É uma época de muita cor. A escolha do que combinar tem a ver com a volumetria do que há junto no canteiro. Isso faz muita diferença. Nós vemos muito nas ruas nessa época os canteiros de Tagetes e Impatiens Híbridas. Mas muitas dessas coisas que a gente vê em canteiros públicos tem todo esse preparo anterior para que nós tenhamos flores na primavera e no verão.

3. Cultive os próprios temperos

Na questão de apartamento e varandas, ou seja, espaços que estejam longe do solo original, uma coisa muito legal de você fazer é preparar sua horta. Sempre lembrando que, para quem cozinha em casa, se fizer um canteiro com salsa, cebolinha, coentro, esses itens básicos na nossa culinária brasileira, seria bom um espaço um pouquinho maior. Isso porque, se você tiver só uma muda e cortar por dia um galho, dois ou três, a planta não terá condição de crescer e aumentar.

Precisará de sol. De preferência de manhã durante algumas horas – 3 ou 4 horas. E uma rega de gotejamento ou uma com mais percepção, colocando o dedo o solo e notando se não está muito úmido, pois se estiver pode apodrecer. 

São coisas que valem muito a pena fazer. O alface, por exemplo, que você pode colher no seu apartamento em pequenos caixotes; o tomatinho cereja, enfim, uma série de coisas que não são tão trabalhosas, mas que te dão uma alimentação orgânica bastante bacana. Você consegue fazer sem muita dificuldade.

4. Compostagem em apartamento

Outra ideia é fazer um pequeno minhocário, é fácil. Hoje em dia já existe esse material para comprar em lojas adequadas: são as gavetas de compostagem. Você pode reverter o material produzido diretamente para seus caixotes de horta e de florzinhas. É uma forma limpa de fazer, sem cheiro. Lembrando que podemos colocar cascas de legumes, frutas, casca de ovos, borra de café e de chá. Outras coisas devem ser evitadas de colocar em apartamento. Isso já é o suficiente para você formar uma terra bastante preta e muito nutritiva para suas plantas, seja em vaso, seja onde for.

5. Flores que duram mais

E ainda, falando em como receber essa estação tão bonita dentro de casa e de nosso apartamento, cito algumas flores que são da nossa flora tão rica, tropical, e que duram bastante em vasos. Cito as folhas também, que estão muito na moda, como as grandes cortadas e colocadas em vidros bonitos com água. As Monsteras vão muito bem, as Costelas de Adão cortadas também. Para as flores, podem ser usadas as Helicônias, os Caetés, o Bastão do Imperador, que é uma flor bastante incomum e não tem aquele jeitinho de florzinha miúda e, portanto, fica muito tempo na água. É muito bom isso.

Você pode usar em uma composição um pouco mais moderna, com spot de luz fazendo um efeito; fica muito bonito dentro de casa. Você pode ter flores ao longo do tempo que vão durar mais na água pura. E sempre que você quiser renovar esta água, faça um pequeno corte na ponta do caule em diagonal, assim a planta vai durar ainda mais tempo. Essas são coisas que você pode fazer na sua casa para receber esta estação e desfrutar de um belo jardim. 

 

Ana Holzer
Paisagista da PROCAVE