08 / fev / 2019

Música: faz bem para a saúde e ao coração

É difícil encontrar alguém que não goste de ouvir música. Seja durante o trabalho, em um happy hour com os amigos, enquanto está no trânsito… não importa o lugar, é sempre muito agradável. Uma boa festa, então, não existe sem música. E temos uma boa notícia para você, que não vive sem seus fones de ouvido: além de divertido, ouvir música faz bem para a saúde.

Segundo estudos, os benefícios de uma boa canção vão além de elevar nosso astral e animar nossos momentos. Ouvir a música certa pode realmente melhorar nosso estado mental, estimular a criatividade e até fazer bem para o coração.

Música e a criatividade

Um estudo conduzido por Simone Ritter, da Universidade Radbound Nijmegen, e Sam Ferguson, da Universidade de Tecnologia de Sidney, indicam que músicas animadas ajudam as pessoas a desenvolverem sua criatividade. Usando um grupo de 155 pessoas, eles fizeram uma série de testes envolvendo os efeitos do silêncio e diferentes gêneros musicais.

Na experiência, foram avaliados dois tipos de raciocínio humano: o divergente, responsável pela criação de novas ideias, e o convergente, mais lógico, utilizado para resolver problemas. Como resultado, os pesquisadores concluíram que as pessoas que ouviram músicas animadas tiveram ideias mais originais do que as pessoas que trabalharam em silêncio. Já a ausência de som é melhor para a solução de problemas.

A explicação científica é bastante simples: ritmos mais agitados fazem com que nosso organismo libere mais dopamina, o neurotransmissor cerebral associado à satisfação, ao prazer e ao bem-estar, que também contribui para o pensamento criativo.

Música para o coração

Um outro estudo realizado com 74 pacientes cardíacos teve resultados ainda mais impressionantes: ouvir música ajuda a fortalecer nosso coração, tanto que chega a ajudar pacientes com problemas cardíacos na recuperação.

Para chegar a essa conclusão, os pacientes foram divididos em três grupos: um fez exercícios ouvindo música, outro fez exercícios em silêncio e o terceiro não se exercitou, apenas ouviu música. Dessa forma, os pesquisadores mediram sua recuperação.

Depois de três semanas, o grupo que praticou exercícios físicos ouvindo música apresentou um aumento de 39% na sua capacidade física, com uma boa melhora nas funções cardíacas. O grupo que fez exercícios em silêncio apresentou um índice de melhora de 29%, enquanto o outro grupo, que não se exercitou, conquistou 19% de melhora.

Ao contrário do estudo anterior, esse mostrou que não existe um tipo de música específico que faz bem ao coração. O que importa é ouvir uma canção que você goste, pois ela deixa você feliz e faz com que o seu organismo libere endorfina – que também atua no nosso bem-estar e possui função analgésica.

Música no ritmo da saúde

Mais do que privilegiar certos órgãos ou funções, uma boa trilha sonora contribui para uma qualidade de vida melhor de uma maneira geral. Várias associações pelo mundo, como a American Music Therapy Association (AMTA, dos EUA) e a World Federation of Music Therapy (WFMT, da Itália) conduziram estudos que mostram a importância da música para o nosso bem-estar e vida social.

Na Alemanha, uma pesquisa conduzida por neurologistas locais conclui que até o Mal de Alzheimer pode se beneficiar de um tratamento que inclua músicas. Utilizando canções importantes na vida das pessoas, eles conseguiram fazer com que os pacientes se relembrassem de datas específicas e fatos marcantes vividos por eles.

A música também fornece estímulos importantes para as pessoas que estão fazendo exercício físico, pois deixam a pessoa mais confortável e alegre, contribuindo para disfarçar a sensação de fadiga. Ela também pode ajudar na hora de dormir e de acordar. Com ritmos lentos e graves, a música pode ser uma grande aliada no combate à insônia. E de manhã, quem tem problemas para levantar pode se beneficiar com batidas mais agitadas.

Alguns dos principais benefícios da música para a saúde

Beneficia os movimentos: A música ajuda a atividade física, induzindo nosso corpo a se mexer.

Melhora a comunicação: Ajuda na construção de novas ideias, com tempo e cadência de fala diferentes.

Ajuda a criar vínculos: As relações se fortalecem através da memória musical.

Alivia a dor: A música ajuda a tirar o foco da dor.

Relaxa: Graças a liberação de endorfina e dopamina, situação estressantes, como o trânsito, são amenizadas com a música.

Ajuda a memória: Escutar música estimula o cérebro a criar novas conexões, fortalecendo a memória.

Musicoterapia

A utilização da música para o tratamento da saúde é chamada de musicoterapia. Ela pode utilizar sons com letra e melodia ou apenas instrumental para estimular a aprendizagem e auxiliar diversos tratamentos. Uma das suas principais utilizações é com crianças autistas, que mostram respostas bastante positivas à musicoterapia.

Como você pode ver, existem diversos benefícios no hábito de ouvir. Além de deixar sua vida mais alegre e divertida, ela contribui diretamente para a sua saúde e bem-estar. Sabendo disso, você com certeza vai aproveitar muito mais a próxima vez que ouvir sua música preferida!

Fontes: Revista Galileu, Super Interessante, Bonde, Tua Saúde, Mundo Positivo e G1.com.